Meus Vídeos... Sim são os meus! ^^

Loading...

quinta-feira, 16 de setembro de 2010

O encantador de passarinhos (flashback)

 Não lembro direito a data, muito menos o dia, só lembro q tinha ido com minha mãe resolver algumas questões na facul e  sentamos na praça para descansar uns minutinhos.


 Depois de um tempo conversando, reparei em um menino no banco visinho. Ele estava parado olhando para um monte de rolinhas e pombas que ciscavam compulsivamente o chão. Atrás dele havia uma senhora e um senhor que conversavam... mais tarde percebi q a senhora era avó do menino.


 Ver o menino ali, parado, não foi o que me chamou a atenção, mas sim a sua calma. Ele devia ter uns 5 ou 6 anos e nessa idade não existem (pelo menos nunk tinha visto) crianças como akele menino tão calmo. Normalmente, era pra ele fik correndo atrás das rolinhas, chutando os pombos, tacando pedras... coisas desse tipo.
O mais incrível pra mim foi um pequeno gesto que ele fez e com toda doçura possível: Ele esticou o pequeno bracinho e três rolinhas voaram para o braço dele.
Eu fiquei estática. Comentei com minha mãe no msmo momento e ela tbm ficou impressionada com o menino. Não tinha comida na mão dele nem nada... o menino apenas observou quieto, agachou levemente e esticou seu bracinho.
As rolinhas não pareciam ter medo dele e ele tampouco tinha intenção de maxuca-las.
De certa forma aquilo me comoveu.
 
 Estamos vivendo num stress tão grande, que o normal(como eu disse antes) é ver crianças hiperativas, mal educadas e que não conseguem respeitar os animais e nem os seus responsáveis, embora eles sejam culpados por essa deficiência já que eles não educam mais seus filhos por estarem preocupados d+ com interesses próprios.


 Ao perceber todos os fatos, me senti feliz ao final daquele momento por ver que até nessa regra há exceções. Pude contemplar naquele dia um pouquinho da Graça de Deus que está presente nesses pequenos acontecimentos, e que acontecem a todo momento, mas por distração dos problemas não os percebemos.

"I learned something new in that day"

ps: Antes de ir embora naquele dia, o senhor que conversava com a avó do menino se aproximou e disse: Estica a mão garota!
Eu obedeci achando aquilo engraçado... o senhor despejou uma quantidade de alpiste na minha mão e um monte de rolinhas voaram para o meu braço se empoleirando e comendo o alpiste. O senhor tinha ido embora sem dizer mais nada a não ser: "Estique sua mão".
Eu vejo esse msmo senhor todos os dias na praça alimentando os pombos e as rolinhas... e até hoje eu estico minha mão e msmo sem alpiste uma ou duas rolinhas voam em meu braço, do mesmo jeito com aquele menino... ^^

Nenhum comentário:

Postar um comentário